PRÁ QUE LEMBRAR?

O AMOR ACABA?

Não acredito que o amor acabe, mas acredito que a CONFIANÇA e o RESPEITO acabem.

E me pergunto…

O QUE É ACABAR?

Acabar é FIM.

E por que as pessoas ou coisas tem fim?

TEM?

Não, na minha concepção modesta…as coisas se acabam, mas as pessoas não.

As marcas das nossas atitudes permanecem…maleáveis, firmes, fortes, sensíveis e duras…PERMANECEM.

Nos corações que ferimos, nas palavras que dizemos, nas atitudes que temos.

Prefiro ter na memória os quindins que eu comia na infância do que a traição da minha “única” amiga, da minha mãe ou a injustiça dos meus filhos…

Eu não aprendi a ser hipócrita.

Cansei de pedir…

Não façam isso comigo, não me obriguem a tirar vocês do meu coração…

VOCÊS NÃO SAIRÃO…

O que sai é apenas a convivência.

De tudo que me foi roubado e eu não guardo na memória…

Por que prá sobreviver, eu preciso sonhar e acreditar que nada disso foi real e, que vocês são os meus quindins da infância.

Prefiro poder olhar o SOL da minha pequena janela e continuar sorrindo…

Lembrando da minha mãe como a melhor mãe do mundo… a que me deu a vida e fez tudo por mim.

Prá que vou me lembrar daquela segunda-feira que eu fui à farmácia comprar um remédio e a minha conta estava bloqueada e, de repente eu me vi sozinha, numa cidade estranha, sem ter o que comer…EU SENTI MUITO MEDO AQUELE DIA e me lembrei de uma vida de traições. Prá que lembrar?

Prá que lembrar da minha amiga que me prometeu um emprego se a convivência com a minha mãe não desse certo e, que guardaria todos os meus móveis e pertences para o momento que eu precisasse…

Nem emprego, nem meus pertences.

Não, nada disso…apenas o convite para sair da sua casa e o desconvite de madrinha de um casamento de uma criança que eu vi nascer.

Hoje o dinheiro acabou, não tenho mais fazenda e nem casa de praia…minha AMIGA prefere encontrar novos amigos…desde que sejam ricos.

Prá que lembrar?

Prá que lembrar das noites em claro que passei, velando o sono dos meus filhos febris… pintando patinhas de coelhinhos no chão para esconder os ovinhos de Páscoa…me vestindo de Papai Noel, para fazer um Natal de sonhos, montando legos, quebra-cabeças, jogando bola…carregando móveis nas costas, fazendo velas de 30 kgs, montando doceria, fazendo horta, lavando chão, dando banho de caneca, fazendo jantar à luz de velas por que não tinha dinheiro prá pagar a conta de luz, madrugadas atravessando um canavial sozinha para buscar um filho numa festa e levar os amigos em casa. E sempre sorrindo…Ah, prá que lembrar?

Ouvir um filho dizer que sou uma boa amiga e o outro escrever…Não adianta olhar pro céu com muita fé e pouco esforço.

Descobri nessa minha caminhada, que o meu amor não acabou…que as pessoas são o que valem e, que não valemos nada se não tivermos nada.

Prá que lembrar o que eu sou e o que eu fiz?

Eu sou só emoção…PREFIRO PENSAR QUE TENHO ALSWEIMMER e ser esquecida.

PRÁ QUE LEMBRAR?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: